domingo, 17 de abril de 2005

Ode à praia de Cabo Branco

Cabo dos saudáveis e dos acabados
Dos sadios e dos saudosos
Cabo dos solitários e dos acolhidos
Dos sofridos e dos solenes
Cabo das tormentas
Dos tarados
Cabo da televisão
Dos turistas
Cabo de todos os brancos
De todos os negros
De todos os índios
É cabo que não acaba mais

Nenhum comentário: