terça-feira, 10 de maio de 2011

Ninguém sabe o que sofri

Ninguém sabe o que sofri
Eu também nem sei
Nunca fui a Salvador
Nunca quis ser rei
Mas adoraria visitar a Bahia, comer vatapá e em Manaus tucupi

Nunca fui à Europa, Ásia ou Oceania
Minto se disser que me contento só em ir à Bahia
Ninguém sabe o que sofri

Ninguém sabe o que sofri
Tenho alergia a pot-pourri, pé-de-moleque e abacaxi
Mas tudo bem
Eu ouço samba, bossa e forró
E meu sofrimento
Eu curo no goró

11/09/2010

Um comentário:

K' disse...

clap clap clap, som das paumas...
... o final foi muito, mas muito bom... *-*'