sábado, 22 de agosto de 2015

Não me benzam quando eu morrer

Quando penso em minha morte
uma preocupação moribunda
aparece a me ocorrer:
se resolverem me benzer?

Não se reza Ave Maria
se o defunto for evangélico,
nem se fala em Al Corão
se budista foi no pretérito

Mas em funeral de ateu?
Se a atéia for eu,
não me benzam quando eu morrer!

Não é revolta, raiva, aversão,
se declino da religião
é uma escolha de vida,
é crença definida,
não me benzam quando eu morrer!

Nenhum comentário: