quarta-feira, 2 de março de 2005

O rei e a rainha

- Um, dois, três...
- Ô meu rei, você tá bem?
- Tô sim, pode dormir.
- Tu sabe que eu só durmo quando tu se deita.
- Uma mania muito feia, por sinal. Dorme que jajá eu vou pra cama.
- Eita home teimoso. Tá bom, vou tentar. Boa noite.
- Boa noite, minha abelha rainha.
- Eita home romântico...
- Doze, treze, catorze, tá quase lá... dezesseis, dezessete, dezoito, dezenove, vinte.
Ele fecha a torneira e coloca a pasta na escova de dentes. Escova-os minuciosamente para não correr o risco de se esquecer de um dente sequer. Enxágua a boca e bochecha a água diversas vezes até certificar-se de que não há mais resquícios de pasta em sua boca. Guarda a escova de dentes com carinho e com cuidado e finalmente vai se deitar.
- O que é que você contava tanto lá, home?
- Tenho que tomar cuidado para não "ingerir coliformes fecais" por causa da escova de dentes. Você tem tampado a privada para dar a descarga?
- Boa noite, rei.
- Boa noite uma pinóia, me responda.


Thaïs Gualberto

Nenhum comentário: