terça-feira, 7 de abril de 2009

Empatia

Eu tenho o costume de sentir o que se passa dentro das outras pessoas. Alguns diriam que trata-se de empatia, mas creio ser algo maior, mais profundo. Isso ocorre com mais frequência quando os sentimentos envolvidos são alegria, tristeza ou frustração. Poderia a frustração ser considerada um sentimento? Ou apenas um estado de espírito? O fato é que ela me penetra. Quando estava voltando para casa hoje passei por uma garotinha que conversava com seu pai mototaxista na porta de casa. Ela estava alegre, mas quando passei por eles só escutei "tá vendo, eu disse que ia derrubar, agora nem adianta pegar que não dá mais pra comer!" Me virei e vi um pote no chão e várias rosquinhas de chocolate desperdiçadas. A menina olhava para ele com um sorriso amargo no rosto dizendo "tudo bem, não tem problema" e isso esmagou o meu coração. Ela teve que admitir a derrota. E eu lembrei de todas as frustrações parecidas com essa que tive na minha infância.
Certa vez conheci um rouxinol que havia se desviado muito do seu curso por causa de um avião que julgava ser a Ursa Maior. Seu canto, tão lindo, na minha janela me comoveu. Tive a certeza de saber o que se passava em seu coraçãozinho. Convidei-o a entrar na minha casa e conversamos por horas a fio. Éramos muito parecidos, apesar dele ser uma ave e eu um mamífero. Quando o dia se aproximou precisamos nos despedir. Eu não resisti e pedi um beijo. Vi que bico e boca podem sim se beijar. A despedida foi terna e sem promessas, mas passei, todas as noites a partir daquela, a abrir a janela na esperança de ouvi-lo cantar mais uma vez. Mas ele não voltou. Não sei se encontrou o caminho de casa ou passou a frequentar outras janelas, o fato é que, debruçada no parapeito, eu desejava profundamente que outro avião trouxesse de volta o meu rouxinol desorientado.
Talvez eu tenha me enganado quanto à menina, talvez ela realmente não ligasse para o fato das rosquinhas terem caído no chão, talvez o meu rouxinol também não estivesse tão triste quanto eu julgava, talvez a minha aparente empatia seja apenas uma projeção dos meus sentimentos nas outras pessoas; ou aves.

3 comentários:

Samuel Gois disse...

piu piu ;~

muito bom thaiis , lindo

PeggyDay disse...

Matem esse rouxinol!!!!!!!!!!!

aposto q ele adorava uma rosquinha heiheiehiehiehie


adorei o texto, mas realmente vc eh uma lady! =)

Thaïs disse...

Ehuehuehuehuehuehueh ;D

É eu sei, eu não consigo evitar, heuheuheuehueh! ;D